A Lista de Roupa Suja

14 traços de um adulto-criança

Essas são características que parecemos ter em comum devido ao fato de termos sido criados em um lar alcoólico ou disfuncional.

1) Ficamos isolados e com medo de pessoas e figuras de autoridade.

2) Tornamo-nos buscadores de aprovação e perdemos nossa identidade no processo.

3) Nos sentimos amedrontados por pessoas irritadas e por qualquer crítica pessoal.

4) Ou nos tornamos alcoólatras, ou nos casamos com eles, ou ambos; ou encontramos outra personalidade compulsiva, como um viciado em trabalho, para satisfazer nossas necessidades doentias de abandono.

5) Vivemos a vida do ponto de vista de vítimas e somos atraídos por esta fraqueza em nossos relacionamentos de amor e amizade.

6) Temos um senso de responsabilidade super-desenvolvido e é mais fácil nos preocuparmos com os outros do que com nós mesmos; isso nos permite não olhar muito de perto para nossas próprias falhas etc.

7) Sentimos culpa quando nos defendemos ao invés de ceder aos outros.

8) Tornamo-nos viciados em agitação.

9) Confundimos amor e pena e tendemos a “amar” pessoas de quem podemos “ter compaixão” e "resgatar".

10) Nós “reprimimos” os sentimentos de nossas infâncias traumáticas e perdemos a capacidade de sentir ou expressar nossos sentimentos porque isso dói muito (negação).

11) Nós nos autodepreciamos e temos um senso de autoestima muito baixo.

12) Somos personalidades dependentes que têm pavor do abandono e farão de tudo para manter um relacionamento, a fim de não experimentar sentimentos dolorosos de abandono, que recebemos por conviver com pessoas doentes que nunca estiveram emocionalmente disponíveis para nós.

13) O alcoolismo é uma doença da família; nos tornamos para-alcoólicos (codependentes) e assumimos as características desta doença, ainda que não tenhamos bebido.

14) Os para-alcoólicos são pessoas que reagem ao invés de agir.

Tony A., 1978